SHALOM LÍDER DO AVIVAMENTO!

Graça e Paz! estou feliz por você estar me fazendo esta visita, espero que você possa ser acrescido em alguma coisa ao ler os artigos, mensagens, ao ver as fotos, os vídeos e ao interagir com agente. Que Deus te abençoe, e não se esqueça de deixar o seu comentário! Um forte abraço e fique com Deus!
Pr. Daniel Santos!

terça-feira, 4 de agosto de 2015

PESCADORES DE VIDAS!



                                                         Nº 234
                                       PESCADORES DE VIDAS

João 21:3-12 “Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Responderam-lhe: Nós também vamos contigo. Saíram e entraram no barco; e naquela noite nada apanharam.
4 Mas ao romper da manhã, Jesus se apresentou na praia; todavia os discípulos não sabiam que era ele.
5 Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, não tendes nada que comer? Responderam-lhe: Não.
6 Disse-lhes ele: Lançai a rede à direita do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam puxar por causa da grande quantidade de peixes.
7 Então aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: Senhor. Quando, pois, Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica, porque estava despido, e lançou-se ao mar;
8 mas os outros discípulos vieram no barquinho, puxando a rede com os peixes, porque não estavam distantes da terra senão cerca de duzentos côvados.
9 Ora, ao saltarem em terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima delas, e pão.
10 Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que agora apanhastes.
11 Entrou Simão Pedro no barco e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinqüenta e três grandes peixes; e, apesar de serem tantos, não se rompeu a rede.
12 Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. Nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? sabendo que era o Senhor.

Introdução: Depois que Jesus morre, esta é a terceira vez que Ele aparece aos seus discípulos; só que desta vez para impedir que eles saiam do propósito para o qual foram chamados! Vejamos algumas coisa para mantermos a nossa chamada sempre viva em nós:

1º Não volte ao lugar que você saiu v. 3
- Eles passaram a noite toda sem pescar nada, pois Jesus já havia dito para eles serem pescadores de homens
- Quando atuamos fora da vontade de Deus, só nos cansamos

2º Pela manhã v. 4
- Sl 30:5 O choro pode durar uma noite
- A incredulidade nos impede de reconhecer Jesus

3º Seja verdadeiro v.5
- Quando Jesus pergunta se eles tinham alguma coisa pra comer eles disseram Não!
- O barco estava longe da praia, eles podiam ter mentido, pois não dava pra ver (v. 8)
- Precisamos acabar com esta confissão EVANGELÁSTICA.

4º A direção certa vem de Jesus v. 6
- O trabalho sem a direção de Deus, é como um tesouro no saco furado
- Busque em Jesus a direção para o seu ministério

5º Reconhecer quem nos chamou v.7
- É o Senhor! Pedro deve ter se lembrado quando a mesma cena aconteceu a tempos atrás ( Lc 5:6)
- O que precisamos é se lembrar de quantos livramentos Jesus já nos deu
- Pedro pega a sua capa e se lança no mar em direção a Jesus
- Capa (túnica) fala de cobertura, proteção, unção; Não deixe a sua unção de lado, coloque a sua unção em movimento

6º Salmo 78:19 “Poderá Deus preparar uma mesa no Deserto?” v. 9
- Sim! Quando os discípulos chegaram encontraram brasas, 1 peixe e 1 pão
- Deus sempre vai cuidar daqueles que Ele chama
- De onde veio aquele pão e aquele peixe? Lucas 4: 3-4 EU CREIO!!

7º Trazei os Peixes v. 10-11
- Quando obedecemos ao chamado de Jesus nossas redes nunca voltam vazias
- Os 153 peixes representava as 153 nações que estava dentro de Israel, vivendo na Galiléia
- O fato de as redes não se romper, simbliza que aqueles que ganhamos na direção de Jesus não serão perdidos

8º Qual peixe você esta comendo? v. 12
- Comer dos peixes que os discípulos tiraram, era o mesmo que comer da incredulidade
- comer do peixe que Jesus oferece, é comer do milagre
- Enquanto vocês estavam atrás da Providência, ela já estava Comigo te esperando, pois Eu Sou o Jeová- Jirê, O Deus da Provisão.

CONCLUSÃO: VINDE JANTAI!! EU JÁ PREPAREI UMA MESA PARA AQUELES QUE NÃO ABANDONAM A SUA CHAMADA!!

Graça e Paz!
Pr. Daniel Santos!

Como devo ir ao culto

terça-feira, 28 de julho de 2015

ACORDANDO PARA UM SONHO!

                                                    
                                                        Nº 250
                              
                                ACORDANDO PARA UM SONHO

1 Reis 3: 16- 28 “Então vieram duas mulheres prostitutas ter com o rei, e se puseram diante dele.
17 E disse-lhe uma das mulheres: Ah, meu senhor! eu e esta mulher moramos na mesma casa; e tive um filho, estando com ela naquela casa.
18 E sucedeu que, no terceiro dia depois de meu parto, também esta mulher teve um filho. Estávamos juntas; nenhuma pessoa estranha estava conosco na casa; somente nós duas estávamos ali.
19 Ora, durante a noite morreu o filho desta mulher, porquanto se deitara sobre ele.
20 E ela se levantou no decorrer da noite, tirou do meu lado o meu filho, enquanto a tua serva dormia, e o deitou no seu seio, e a seu filho morto deitou-o no meu seio.
21 Quando me levantei pela manhã, para dar de mamar a meu filho, eis que estava morto; mas, atentando eu para ele à luz do dia, eis que não era o filho que me nascera.
22 Então disse a outra mulher: Não, mas o vivo é meu filho, e teu filho o morto. Replicou a primeira: Não; o morto é teu filho, e meu filho o vivo. Assim falaram perante o rei.
23 Então disse o rei: Esta diz : Este que vive é meu filho, e teu filho o morto; e esta outra diz: Não; o morto é teu filho, e meu filho o vivo.
24 Disse mais o rei: Trazei-me uma espada. E trouxeram uma espada diante dele.
25 E disse o rei: Dividi em duas partes o menino vivo, e dai a metade a uma, e metade a outra.
26 Mas a mulher cujo filho em suas entranhas se lhe enterneceram por seu filho), e disse: Ah, meu senhor! dai-lhe o menino vivo, e de modo nenhum o mateis. A outra, porém, disse: Não será meu, nem teu; dividi-o.
27 Respondeu, então, o rei: Dai à primeira o menino vivo, e de modo nenhum o mateis; ela é sua mãe.
28 E todo o Israel ouviu a sentença que o rei proferira, e temeu ao rei; porque viu que havia nele a sabedoria de Deus para fazer justiça.

Introdução: Salomão pede sabedoria a Deus, e Deus lhe dá o primeiro problema pra resolver (3:1-15).
Vamos levar em conta que um filho naquela época era o que qualquer mulher gostaria de ter.
O Filho aqui vai representar os Sonhos, os Projetos, o Ministério, a Família etc.

1º v. 19- O teu sono pode estar matando o teu Projeto.
- Esta mãe mostrou total descaso com o que ela tinha: o Filho.
- Cuide do que Deus te deu, não durma em cima, não sufoque.

2º v. 20, 21- Somos roubados enquanto dormimos.
- O sono que me refiro é o sono da preguiça, do descaso, da incredulidade, da falta de compromisso.
- O que tem de gente que já perdeu o seu projeto e que esta querendo roubar o seu, é só encontrar você dormindo.

3º v. 24, 25- O decreto do Rei.
- Quando o rei manda dividir o menino, era porque ele sabia que quem gera um projeto não se contenta com a metade dele.

4º v.26, 27- Deus não entrega nada pela metade.
- Quando a mãe verdadeira ouviu que seu filho seria morto ela se condoeu muito.
- Quando você nasce para um propósito, você não aguenta ver este propósito sofrer.
- A proposta de satanás é: Nem eu, nem ela.
- Quem não gera nada, quem não tem sonhos, projetos, filhos, não quer você tenha.
- Não é porque você matou os teus sonhos, que o meu tem que morrer.

Conclusão: Disse o Rei: de maneira nenhuma mate o menino, porque esta é a mãe!
- Sabe porque você ainda não abandonou o barco? Porque foi você que o gerou!!
A sua família, Você gerou! O seu Ministério, Você gerou! O seu Casamento, Você gerou! A sua empresa, Você gerou! O teu Sonho, Você gerou!

Graça e Paz!

Pr. Daniel Santos!

PR. DANIEL SANTOS - Deus jamais pede uma semente sem antes preparar uma Colheita!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

AMPLIANDO A VISÃO!



                                                               Nº 259
                                         AMPLIANDO A VISÃO

Gênesis 15: 1-6 “Depois destas coisas veio a palavra do Senhor a Abrão numa visão, dizendo: Não temas, Abrão; eu sou o teu escudo, o teu galardão será grandíssimo.
2 Então disse Abrão: Ó Senhor Deus, que me darás, visto que morro sem filhos, e o herdeiro de minha casa é o damasceno Eliézer?
3 Disse mais Abrão: A mim não me tens dado filhos; eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro.
4 Ao que lhe veio a palavra do Senhor, dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que sair das tuas entranhas, esse será o teu herdeiro.
5 Então o levou para fora, e disse: Olha agora para o céu, e conta as estrelas, se as podes contar; e acrescentou-lhe: Assim será a tua descendência.
   6 E creu Abrão no Senhor, e o Senhor imputou-lhe isto como justiça.

Introdução: A história de Abraão começa no cap. 12, quando Deus o chama e diz: “Sai-te da tua terra, da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.”.
Deus estava ensinando que existia Três coisas que fazia Abraão à pecar: 1º Terra- Fala de coisas matérias; 2º Parentela- País, cultura, costumes; 3º Casa do pai- conivente com os erros da família.

1º O tempo nos desanima v. 1
- O texto começa dizendo: “Depois destas coisas”, que coisas?
- O texto está se referindo a guerra que Abraão tinha ganhado no cap. anterior; porém duas coisas estavam acontecendo com Abraão: Primeira- ele estava com certo medo de que seus inimigos voltassem para se vingar. Segunda- ele temia já ter recebido a recompensa pela guerra, ou seja, os despojos.
- Entre a promessa e a realização existe a guerra e o tempo.
- Deus precisou aparecer para animar a Abraão e retirar os seus medos.
- Ele disse: “Quanto ao medo dos seus inimigos, NÃO TEMAS, EU SOU TEU ESCUDO!; e quanto à recompensa, ELA É MUITO GRANDE, NÃO É SÓ ISSO!!
- Não deixe o tempo te desanimar!

2º Ninguém é estéril v. 3,4
- A palavra “Filhos” em Hebraico é: ZERÁ que significa: semente, fruto, prole, posteridade, descendência.
- Quando Deus faz uma promessa Ele faz porque sabe que você tem a semente necessária para gerar o cumprimento.
- No cap. 13: 14-16 Deus diz pra Abraão que a sua semente será como o pó da terra, ou seja, você já nasceu com o DNA da Multiplicação (Gn 1:28 “Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra.”;  Gn 2:7 “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente.”).
- Você já tem o que você precisa pra Multiplicar! Vai sair de Você!

3º Saindo da Zona de conforto v. 5
- O versículo 5 começa dizendo que Deus o leva para fora, mas na Torá diz que Deus FÊ- LO SAIR.
- Levar pra fora é uma coisa, FÊ- LO SAIR é outra coisa.
- Levar pra fora é uma chamada, mas Fê-lo sair é uma convocação.
- Ou você sai, ou Deus o faz sair.
- Deus precisava tirar Abraão de dentro da tenda. Tenda fala de Desânimo, Conforto, Frieza, Conformismo, Marasmo, Trauma, Desculpas.
- Abraão você só olha o que está dentro da tenda; Dentro da tenda a sua visão é limitada; Dentro da Tenda a sua conquista é comprometida; Dentro da Tenda o seu DNA é inválido; Dentro da Tenda você não vê o céu.
- Faz muito tempo que você não me contempla.
- Deus diz: “olha agora pro céu Abraão”; chega de olhar pra terra; chega de olhar pra Sara; chega de olhar pra Eliezer; chega de olhar pra Ló; OLHE AGORA PRO CÉU!!( Salmo 121 “Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?
2 O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.
3 Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não dormitará.
4 Eis que não dormitará nem dormirá aquele que guarda a Israel.
5 O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua mão direita.
6 De dia o sol não te ferirá, nem a lua de noite.
7 O Senhor te guardará de todo o mal; ele guardará a tua vida.
8 O Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.”.
- Olhar pro céu significa AMPLIE TUA VISÃO!
- Assim como não dá pra contar as estrelas, também não dá pra dimensionar os projetos de Deus pra sua vida.

Conclusão: Quando Deus mostra as estrelas do céu para Abraão, Ele estava dizendo em outras palavras, já te prometi pela terra (cap. 13:14-16 Deus diz pra Abraão que a sua semente será como o pó da terra) agora te prometo pelo Céu!
Serás abençoado pelas coisas da terra, mas serás abençoado também pelas coisas do céu!!
Terás bênçãos da terra, mas também terás bênçãos dos céus!!

Gênesis 22: 16-18 “e disse: Por mim mesmo jurei, diz o Senhor, porquanto fizeste isto, e não me negaste teu filho, o teu único filho,
17 que deveras te abençoarei, e grandemente multiplicarei a tua descendência, como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;
18 e em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz.”.

Graça e Paz!

Pr. Daniel Santos!

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Ioudas - Decepcionados com Jesus

                                                       Nº 319
                              IOUDAS – DECEPCIONADOS COM JESUS
Mateus 10.4
Introdução: Judas Iscariotes, conhecido como Ioudas, foi escolhido como um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo, sendo apresentado, na listagem dos seus nomes, sempre em último lugar, por exemplo: Mt 10.2-4; Mc 3. 14-19; Lc 6.13-16
Ioudas conseguia enganar toda equipe, João 12.6 diz que ele roubava as ofertas. Quem mete a mão na bolsa, mete a mão no prato. Quem puxa o saco, também puxa o tapete.
Ioudas entregou Jesus por 30 moedas de prata. (Mt 26.15; 27.3)
Entendemos aqui que Jesus não foi vendido como um líder; foi vendido como um escravo. (Ex 21.32). Era como se Ioudas fosse o dono de Jesus.

1° UMA ESCOLHA DIVINA, UM DESTINO MALÍGNO
- Poderá ser alguém escolhido de forma legítima e tomar um trajeto diferente da sua chamada?
- Porque nem Deus atrapalha destinos quando as pessoas decidem fazer rotas fora dos princípios?
- Porque investimos com afinco em vidas, mas elas quebram regras de ouro e fazem exatamente o contrário do propósito?
- O segredo para as respostas acima é saber que nem Deus interfere nas decisões humanas. Existe uma lei que chamamos de LIVRE ARBÍTRIO (Dt 28. 1-3; 15-16).
- Pessoas são livres para o Céu ou para o Inferno.
- Judas não foi escolhido por acaso. Quando ele foi escolhido, o homem de Quiriotes (lugar de ungidos, lugar dos nobres) não foi uma precipitação de Yeshua, porém uma certeza de que seria o homem certo para compor a sua equipe.
O que uma equipe precisa pra cumprir destinos e não desviar o foco, entregando o seu líder, colocando assim o projeto na rota do suicídio? Vejamos:
A- Possuir uma única mente
- A queda de uma liderança acontece quando entra a mente competitiva.
- Nem todos têm o desejo de focar em um projeto que pertença a um líder forte. Alguns são capazes de entender tudo, participar de tudo, mergulhar em tudo até ganhar plena confiança.
- Por exemplo, na equipe de Yeshua, Ioudas era um dos discípulos que estavam em tudo e nunca foi levantada suspeita contra ele.
- Vencer a mente paralela é um milagre, um grande desafio.
- O que é difícil de entender e impossível de aceitar, é quando tudo é arquitetado secretamente.
- Deus esperou 30 anos para escolher a equipe, Yeshua levou 3 anos para treiná-la. Satanás a destruiu em 3 dias, mas Yeshua, após ressuscitado, em 3 horas consolidou a equipe novamente.
- Essa é a função do líder. Devemos devolver aos discípulos a mente do projeto.
B- Ter um Projeto
- Judas possuía o projeto dele; Jesus possuía também o seu projeto.
- O problema não estava em Judas possuir um projeto, mas em querer que o projeto dele prevalecesse sobre o projeto de Jesus.
- Se você compartilha o seu projeto com o seu líder, algumas coisas precisam ser observadas:
b.1- TEMPO
- Nenhum líder processa no imediato o que foi plantado em você no processual.
b.2- TESTIFICAÇÃO
- A testificação é Trino: de Deus; do Líder; e Seu.
b.3- CONSELHO
- Quando buscamos orientação na multidão de conselhos, a sabedoria se revela. (Pv 11.14).

C- Trabalhar em Equipe
- Uma equipe bem ajustada é sinal do equilíbrio de quem ministra sobre ela, mas também do quanto os que são ministrados abrem o coração para receber os ensinamentos e aplicá-los em sua vida.
- O êxito da equipe não está no coletivo, mas no líder.
- Um bom líder dá destinos novos à sua equipe e solidifica todos os projetos.
- Nenhuma equipe gera resultados grandes com um líder que pensa pequeno.

2° Ioudas, nome e origem
- Ioudas era um homem estrategicamente necessário na equipe de Jesus, por ser sábio, ter formação teológica e política apurada.
- Judas é Ioudas em grego, em hebraico Yudáh
- Ioudas ou Yudáh: abençoado, homem de Deus, homem aprovado
- Queriotys: homem próspero, homem de honra, formado em opiniões
- Yudáh Kiriotes: Homem de Deus, abençoado, próspero, cheio de honra
- Ou seja, quando Yeshua chamava Yudáh Kiriotes, proclamava quem ele era.
- Assim como Lúcifer era chamado de Heilel Ben-Shachar, o filho da honra, o feito formoso.
- Quanto mais você proclama honra, mais você atrai um teste. Quanto mais você declara lealdade, mais é chamado para prová-la.
- Um bom nome não cria reputação, mas a reputação cria um bom nome.
- Há também os que acreditam que o nome era derivado do aramaico SACAR e significa alguém mentiroso, falso.
- Uma das explicações mais aceitas para o nome Iscariotes refere-se a uma conotação política, ligando-o ao grupo dos sicários, uma ramificação dos zelotes, um grupo que promovia ataques violentos com punhais.
- Os zelotes lutavam pra chegar ao poder e se tornar o Messias dos seus dias.
- Na verdade, o desejo do povo judeu era um Messias agressivo, de espada empunhada, que libertasse o povo do jugo de Roma. Como Jesus anunciou um Reino de paz, propagando a verdade que Seu Reino não seria deste mundo, gerou uma frustração estratégica e um decepção política.

3° O Ioudas que ainda mora em nós
- Muitas pessoas chamam outras de Judas, mas pode esquecer que dentro delas podem existir um “Judinhas” também. Ninguém esta isento disso.
- Alguns, enquanto me ouvem, podem ter chegado aqui dizendo: Não vou mais para a igreja! Não quero mais esse pastor! Se eu continuar, não vou fazer mais nada!
- Esses pensamentos já são uma traição ao seu chamado!
- Judas viveu todo um processo antes de chegar ao suicídio. Nunca alguém toma uma atitude drástica de imediato, sem antes vivenciar um processo.
- Tudo aquilo que é uma ruptura familiar, pessoal, institucional, ministerial, tem por trás um processo estudado e elaborado.
- Os “Judas” querem ver nos outros o que não vêem nelas. O outro, então, fica como modelo em todos os sentidos: no que pensa, sente, fala, vete...
- No dia que o Outro decepciona essa pessoa (porque é gente), e ela descobre que o seu “modelo” também tem os seus “Judas”, ela entra em decepção profunda e se suicida.
- Ela vende os seus valores, vende as informações secretas da sua equipe, vira as costas pra todos aqueles que caminharam com ele.
- Ela esta decepcionada porque descobriu que o seu “modelo” não era como ela queria, por isso acha que a sua atitude é justificável.
- O “Judas” que mora em nós tem como objetivo: entregar o líder, acabar com a equipe e nos levar ao suicídio.
- A única herança que os “Judas” deixam é um campo de sangue!
- O que fez de Judas um suicida foi a falta de arrependimento.
- Entre em arrependimento agora e não desista! Não entregue o seu líder! Não entregue a sua equipe! Não entregue os seus sonhos! Não entregue a sua família! Não entregue o seu chamado!

Conclusão: Enforque o “Judas” que existe dentro de você, antes que ele te leve ao suicídio!
Suicídio dos teus sonhos, dos teus projetos, da tua família, do teu chamado!
O teu legado não será um campo de sangue!
O teu nome não será lembrado por uma traição e nem por uma desistência!

Graça e Paz!
Pr. Daniel Santos!






segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

2015- TEMPO DE NOVAS SEMENTES!

                                                          N° 314
                
          NÃO DEIXE O TEMPO DE CRISE APAGAR A SUA MEMÓRIA

Gênesis 41. 14-31

Introdução: Uma notícia ruim tem sete vezes mais velocidade do que uma notícia boa.
José levou 15 anos para começar a desfrutar do seu sonho e 22 anos para o sonho se realizar por completo (seus irmãos se curvarem diante dele).
Todos nós temos o tempo de vacas gordas e das vacas magras.
O sonho de Faraó era uma tragédia, mas pra José era uma oportunidade.

1° Você começa a construir algo quando a idéia é concebida
- A criação vem depois da decisão (Gênesis)
- Nada é construído fora de você sem antes ser construído dentro de você.

2° Lá fora tem mais
- Dentro do palácio de Faraó ninguém conseguiu revelar o sonho, mas do lado de fora do palácio tinha alguém capaz de revelar.
- Fora do ambiente da crise, existe alguém capaz de trazer uma palavra que vai mudar a sua vida.
- Aquilo que você sabe esta ligado aquilo que você teve oportunidade.
- Elias na caverna é um exemplo de que lá fora tem mais. (1Reis 18. 8-18)

3° A sua maior riqueza esta dentro de você. (Atos 3.4-6)
- Quando Deus permite uma escassez é pra ativar algo dentro de você.
- Crise não forja caráter, crise revela caráter.
- Não lamente por não ter o que as pessoas esperam de você.
- Pedro disse, eu não tenho o que você espera, mas eu tenho o que pode te levantar.
- A minha limitação aciona o sobrenatural.
- Se Pedro e João tivesse dinheiro para dar ao paralítico, talvez essa história não tivesse entrado na Bíblia.
- Quantas vezes a sua resposta racional roubou o seu milagre?
- Quando termina o seu recurso, começa o de Deus.
- “O que tenho te dou”. Aquilo que esta dentro de você levanta ou derruba pessoas??
- Você nasceu pra levantar os caídos e não pra derrubar.

4° Não deixe o que é bom ser devorado pelo que é ruim
- A diferença da pessoa bem sucedida da má sucedida, é o quanto ela acumulou as coisas boas no tempo bom.
- Faça uma reserva de recursos, fotos, memórias, momentos bons que te sustentaram, sustentaram a sua fé no tempo da crise, da fome.
- O que para Faraó era um pesadelo, pra José era um impulso para o sucesso.
- Poucas pessoas estão preparadas para a crise. As que se preparam, geralmente prosperam nesse tempo.

5° O segredo do sucesso é: 3+ Fogo= 4
- Daniel 3.7;12-13 nos mostra que quando o rei Nabucodonosor tirou os olhos de milhões de pessoas e colocou os olhos nos três que não se dobraram, ele perdeu.
- Milhões de pessoas fizeram o que ele mandou, mas a sua atenção fiou paralisada em apenas três que não lhes obedeceu.
- Não permita que aquilo que ainda não deu certo pra você, roube a sua atenção e impeça que você veja tudo àquilo que já deu certo.
- Não permita que as vacas magras devorem as vacas gordas.
- Vamos falar agora dos três. Eles tinham mentes de vencedores.
- Milhões se dobraram, mas os três tinham a sua mente focada naquilo que para eles eram o principal.
- Outro exemplo disso é Hamã.
- Ester 3.2;5 diz que todos os servos se prostravam diante de Hamã, menos Mardoqueu, e isso lhe roubou o sono.
- Não permita que as vacas magras devorem as vacas gordas.

6° Deus é um Deus de Ciclos
- O primeiro ciclo que Faraó viu em seu sonho era de sete anos e depois de mais sete. 7+7=14
- 1 em hebraico representa a letra Alef, que significa Deus
- 5 representa a figura do Rei
- Na visão rabínica o número 15 significa UMA JANELA PARA O SOBRENATURAL
- Depois dos dois ciclos de José, ele entrou no 15, TEMPO DE NOVAS SEMENTES!

Conclusão: 2015, TEMPO DE PREPARAR A TERRA PARA NOVAS SEMENTES! TEMPO DE NÃO TER MEDO DE SEMEAR! 2015, UM NOVO TEMPO! UMA NOVA DIMENSÃO!

Graça e Paz!
Pr. Daniel Santos!


CHANUKÁH 2014!


                                                                      Nº 285
                                                   CHANUKÁH

João 10.22,23 “E em Jerusalém havia a Festa da Dedicação, e era inverno. 23- E Jesus andava passeando no Templo, Np alpendre de Salomão.

Introdução: Que festa era essa que Jesus participou? Que festa era essa que a bíblia fala e que quase não ouvimos falar? Essa era a festa de Chanukáh!
A palavra CHANUKÁH significa DEDICAÇÃO.

Chanuquiá é um candelabro de nove braços usado durante o feriado de oito dias de 
CHANUKÁH, também chamado de Festa das Luzes.
DIFERENÇAS ENTRE A MENORÁ E A CHANUQUIÁ:

Pra entendermos a Festa de Chanukáh, precisamos saber um pouco sobre a Menorá.
Sabemos que a Menorá foi dada por Deus a Moisés para uso exclusivo do Tabernáculo. (Ex. 25.31,32; 40 “Também farás um castiçal de ouro puro; de ouro batido se fará esta castiçal: o seu pé, as suas canas, as suas copas, as suas maçãs, e as suas flores serão do mesmo. 32- E dos seus lados sairão seis canas: três canas do castiçal de um lado dele, e três canas do castiçal do outro lado dele. 40- Atenta pois que o faças conforme ao seu modelo, que te foi mostrado no monte.”)
Os Rabinos dizem no Talmude que esta visão foi dada a Moisés no monte Horebe o monte de Deus (Ex. 3.2 “E apareceu-lhe O Anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia”)
Sabemos também que a Menorá representa os Sete Espíritos de Yeshuah, ou as Sete manifestações do Espírito de Deus em Jesus. (Is. 11.2 “E repousará sobre Ele o Espírito do Senhor, o Espírito de Sabedoria, e de Inteligência, o Espírito de Conselho, e de Fortaleza, o Espírito de Conhecimento e de Temor do Senhor.”)
COMO SURGIU A FESTA DE CHANUKÁH, A FESTA DA DEDICAÇÃO OU AINDA A FESTA DAS LUZES?

A festa de Chanukáh dura oito dias e acontece a partir do vigésimo dia do mês hebraico de KISLEV, que, em geral, coincide com o mês de dezembro do calendário comum.
A história de Chanukáh ocorreu entre os anos de 167 e 162 a.C. quando o rei greco-sírio Antíoco IV invadiu Jerusalém e proibiu a observância da religião judaica porque queria transformar o judeus em gregos.
Numa aldeia chamada Modiin, um homem idoso andava revoltado com aquela situção. Seu nome era Matatiahu.
Matatiahu junto com o s seus cinco filhos convocaram outros judeus para que se levantasse contra aquela situação e se revoltasse contra os inimigos.
Quando Matatiahu morreu, seu filho Iehudá Hamacabi assumiu a liderança dos judeus, que ganharam o nome de Macabeus. Foram três anos de batalhas. Aos poucos, o exército inimigo foi perdendo a força. Apesar do poderio greco-sírio, os Macabeus eram mais persistentes e organizados, e um dia a vitória foi alcançada.
Com a expulsão dos invasores, finalmente os judeus puderam voltar ao sagrado templo em Jerusalém, em hebraico chamado de Beit HaMikdash. Só que lá chegando, encontraram o caos: destruição, imundície e estátuas gregas por toda parte.
A Menorá, candelabro sagrado, estava suja e apagada. Os judeus fizeram uma grande faxina para devolver o esplendor do templo. Limparam e purificaram tudo.
Mas na hora de ascender a Menorá, descobriram que não tinham Óleo Sagrado. Após vasculhar todos os cantos, acharam um pouco de óleo ainda lacrado pelos antigos sacerdotes, mas era quase nada, só daria pra manter a Menorá acesa por Um Dia.
Ainda assim, acenderam a Menorá. Então o Milagre se deu: a chama não se apagou durante oito dias! Foi o tempo necessário para se conseguir mais óleo sagrado, e a Luz da Menorá pôde se manter acesa. (Lv 6.13 “O fogo arderá continuamente sobre o altar, e não se apagará”; Ec 9.8 “Em todo tempo sejam alvos as suas vestes, e que nunca falte o óleo sobre a tua cabeça”)

                                         COMO CELEBRAR A CHANUKÁH?

Em casa, cada judeu nas noites de Chanukáh, faz uma Brachá (oração de dedicação) e ascende a Chanuquiá, um castiçal de nove braços, sendo o braço do meio mais proeminente denominando a SHAMASH (em Hebraico significa Servente ou Serviçal, pois era usado para acender os demais braços).
As velas devem ser colocadas na Chanuquiá da direita para esquerda. Depois acesas pela Shamash da esquerda para direita. As velas devem ficar acesas por pelo menos meia hora.
A cada dia da festa se acende o número correspondente de velas (ex. no 1° dia, uma vela; no 2° dia, duas velas, etc..)
É de costume colocar a Chanuquiá perto da janela para que todos vejam a luz.
 Após as velas serem acesas, os judeus cantam o MAOZ TSUR (um cântico litúrgico)

O hino que se deve cantar em hebraico é:

“Oh grande pedra da minha salvação
Ao Senhor é agradável louvar
Restaure a minha casa de oração
E ali nós traremos uma oferta de agradecimento
Então eu terminarei com uma canção
De Chanukáh (dedicação) ao altar.”

Além disso, existem os pratos típicos da festa de Chanukáh, que são as LEVIVOT ou LATKES (bolinhos de batata), e as SUFGANIOT (sonhos). Eles são fritos no óleo para lembrar o milagre do óleo.

 As crianças ganham presentes ou dinheiro, o chamado CHANUKÁH GELT ou DMEY CHANUKÁH.
Um brinquedo tradicional de Chanukáh é o SEVIVON, uma espécie de pião de quatro lados.
Cada lado do Sevivon tem uma letra hebraica: NUM, GIMEL, HEH e SHIN. São as iniciais em hebraico, da frase: UM GRANDE MILAGRE ACONTECEU AQUI!

A brincadeira consiste em girar o sevivon para ver quem ganha prêmios, como moedas de verdade ou de chocolates.
A letra NUM significa que você não perdeu e nem ganhou.
GIMEL significa que você ganhou todas as moedas.
HEH significa que você ganhou metade das moedas.
SHIN significa que você tem que ajuntar mais moedas ao prêmio.

                    LIÇÕES ESPIRITUAIS QUE APRENDEMOS EM CHANUKÁH

1° Como “Menorá” espirituais devemos sempre “Ser Luz”.
- (Lv 6.13 “O fogo arderá continuamente sobre o altar, e não se apagará”; Ec 9.8 “Em todo tempo sejam alvos as suas vestes, e que nunca falte o óleo sobre a tua cabeça”)

2° O azeite pode ser pouco, mas é Deus quem multiplica.
- Ap 3.8 “Eu sei as tuas obras: eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém pode fechar: tendo POUCA força, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome.

3° Os oito braços de Chanuquiá além do milagre da multiplicação, fala da ALIANÇA.
- OITO é o número da Aliança de Deus com o Homem
- Gn 9.17 “E disse Deus a Noé: este é o sinal do concerto que tenho estabelecido entre mim e toda carne, que está sobre a terra.

4° Os SUFGANIOT (sonhos) simboliza que todos os que crêem e esperam em Deus, terão os seus sonhos realizados e saborearam a vitória.
- Sl 126.1-3 “Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cânticos; então se dizia entre as nações: Grandes coisas fez o Senhor a estes. Grandes coisas fez o Senhor por nós, e por isso estamos alegres.

5° O SEVIVON (pião) simboliza que todos os nossos filhos terão liberdade para sonhar e acreditar que “UM GRANDE MILAGRE ACONTECEU AQUI”

6° O DMEY CHANUKÁH simboliza a prosperidade que a nossa geração terá.
- Is 45.3 “E te darei os tesouros das escuridades, e as riquezas encobertas, para que possas saber que Eu Sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.

Essencialmente CHANUKÁH representa: TEMPO DE MILAGRES; TEMPO DE MULTIPLICAÇÃO; TEMPO DE PROTEÇÃO; TEMPO DE REVELAÇÃO; TEMPO DE RESTAURAÇÃO.

JESUS, A NOSSA LUZ; O NOSSO KI-TOV
A palavra Ki-Tov em hebraico significa SEJA LUZ; HAJA LUZ
Vemos essa palavra em Gênesis 1.1-5 e João 1. 1-10
Essa Luz é Jesus, a Luz dos homens (Jo 8.12 “Falou-lhes pois Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a Luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a Luz da vida.”)
 Jesus no chamou para sermos Luz dessa nação (Mt 5.14-16 “Vós sois a Luz do mundo: não se pode esconder uma cidade edificada sobre o monte; nem se acende a candeia e coloca de baixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos os que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante Dops homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”)

ACENDA UMA LUZ!!

Graça e Paz!

Pr. Daniel Santos!